Home
Geschiedenis
Projecten
Contact
Jaarbrieven
Folder
Acties
Schenken
Brazilië
Português
Fundação Amigos Holandeses de Creches no Brasil

 

Metas

  • Ensinar crianças de 2 a 8 anos o valor e o prazer de frequentar uma escola
  • Dar refeições às crianças, dando-lhes melhores condições de frequentar a escola (é dificil aprender com a barriga vazia)
  • Tirar as crianças das ruas, enquanto suas mães trabalham para o seu sustento
  • Ajudar as crianças a ter um bom início da sua carreira escolar, dandolhes melhores chances para um desempenho futuro.

Como funciona a Fundação

  • Arrecadar dinheiro entre "amigos".
  • Todo o dinheiro é enviado diretamente e sem despesas administrativas.
  • Com o dinheiro arrecadado financiamos a estruturação inicial das escolas.
  • Pais contribuem com dinheiro, ou na falta dele, com mão de obra e serviços.
  • A nossa meta é ajudar a escola até que ela possa se manter sozinha por meio de subsídios e convênios, nos permitindo iniciar um novo projeto.
  • Controle e conselhos são dados por amigos moradores na região.
  • Anualmente mandamos uma carta com prestação de contas sobre o andamento dos projetos e de como o dinheiro foi empregado.

Histórico

Em 1973, durante uma estadia de 3 anos no Brasil, Margriet Husmann-van der Ree fundou a primeira "escolinha infantil" com 30 crianças em uma sala de um centro social numa favela com 100.000 habitantes. Esta escolinha foi fundada em cooperação com uma assistence social italiana chamada Anna Sirone, que trabalhava e morava na favela. A escolinha foi tão requisitada, que dentro de pouco tempo já ficou pequena demais. Foi arrecadado dinheiro na Holanda, e, com esses meios, foram construidas mais salas, resultando no primeiro "Centro Infantil".

Ao voltar para Holanda em 1974 continuou a arrecadar dinheiro entre amigos o que resultou na criação da Fundação de Amigos Holandeses de Creches no Brasil em 1977. Desde então esta Fundação dá uma ajuda financeira às escolas.

Com o passar dos anos, a Fundação ajudou a mais creches em favelas e na periferia, muitos dos quais já caminham independentemente recebendo convênios. Milhares de crianças foram beneficiadas frequentando os nossos centros; além do ensino pré- primário, as creches também tem uma função social no bairro, ajudando consideràvelmente na melhoria da vida de seus habitantes.

Com o decorrer dos anos foram surgindo mais projetos locais em benefício das crianças menores. Nestes projetos as crianças não só recebem ensino, como também orientação sobre saúde, além de refeições para elas, muitas vezes extensivas a suas famílias.

Além da ajuda estrutural a várias creches/pré-escolas e outras iniciativas locais para as crianças da idade pré-escolar, a Fundação incidentalmente atende a outros pedidos que visam a melhoria da vida infantil como aquisição de brinquedos, livros, material escolar e material pedagógico.

Diretoria

A.J.M. Lemoine-van den Bosch, presidente
Anita tem três filhos. Ela trabalha como terapeuta de familia em familias com crianças problemáticas. Ela mantem contatos com diversos projetos em Salvador, e alem de preparar e presidir nossas reuniões, ela e seu marido Dominique são os responsaveis por toda a administração financeira da nossa Fundação.

M.P.M. Husmann-van der Ree
Margriet é psicoterapeuta. Morou no Brasil de 1971 a 1974 com seu marido e filhas, no âmbito de um trabalho para a Unesco.Em 1973 fundou uma creche numa favela de Salvador e, ao voltar à Holanda começou a arrecadar dinheiro entre seus amigos, o que resultou na criação da nossa Fundação. Ela mantem os contatos com os projetos Livro em Rodas e Araçuaí.

C.A.L. Kamp
Cathelijne se formou em Estudos Latinoamericanos. Ela trabalha numa organização de “Cidades Irmãs” entre Haia na Holanda, e Juigalpa em Nicaragua. Morou em Mogi das Cruzes em 1988 e ja voltou ao Brasil diversas vezes. Dentro da nossa Fundação ela é a responsavel pelas atas das reuniões e mantem o contato com os projetos no Rio de Janeiro.

A. Lensink-Leoni
Annette viveu toda a sua juventude em Salvador, onde cursou o Magistério, alem de morar tambem muitos anos em Jundiaí. Ao voltar à Holanda entrou para a diretoria da Fundação. Ela é a responsável pelos textos em portugues, e traduz a correspondência dos demais membros da diretoria do holandes para o portugues.

B.G.C. van der Ree
Bart trabalha na Ecofys, uma firma de consultoria para energia durável, tendo projetos na China, na África e em diversos países Europeus. Bart é o responsável por nosso website, além de ser o responsavel pelas cartas anuais, e pela comunicação com nossos doadores.

L. Bollinger-Bijvoet
Leonieke morou dois anos e meio em S. Paulo com seu marido e filhos
entre os anos de 2003 a 2005. Ela estuda sociologia na universidade
de Amsterdam e neste contexto cursou várias matérias na universidade
de S. Paulo. Dentro de nossa fundação é a responsável pelos contatos
com os diversos projetos no estado de S. Paulo.

Contato

Voce estaria interessado em ajudar as crianças no seu pais com a garantia de que seu dinheiro seja bem empregado? Entre em contato conosco. Gostaríamos muito de lhe mostrar as escolas e lhe dar todas as informações necessárias.

Clicar aquí para enviar um correio eletrônico à fundação